fbpx

PELAS MARGENS DO VEZ – SISTELO

PELAS MARGENS DO VEZ – SISTELO

É no Alto Minho que encontrámos a terra raiana de Arcos de Valdevez. Com valores e costumes muito próprios destacam-se verdadeiras iguarias onde pode desfrutar de uma bela refeição. Por fim, aproveite para caminhar sobre o Rio Vez, pelos Passadiços do Sistelo, aldeia considerada, em 2017, como uma das 7 Maravilhas de Portugal.

O TIBETE PORTUGUÊS

De Arcos de Valdevez a Sistelo percorrem-se 20 kms, numa subida pela serra marcada pelos socalcos que a tornam especial. Na viagem, para além da paisagem natural irá descobrir a Ponte Medieval de Vilela, singela, mas a referenciar.

Tendo em conta que algumas aldeias do concelho de Arcos estão integradas no Parque Nacional da Peneda- Gerês irá deparar-se com as espécies autóctones. A Vaca Cachena e o Cavalo Garrano são animais com que facilmente se irá cruzar. Porém não esquecer, que nas áreas mais remotas, e por conseguinte, mais protegidas, vivem Lobos, Corços e Cabra- Montês.

A chegada a Sistelo envolve o viajante em serenidade. Eleita como uma das “7 Maravilhas de Portugal” na categoria de Aldeia Rural, Sistelo é um encanto.

Chegada hora de restabelecer energia, sugere-se um dos três restaurantes/tasquinhas da aldeia. Foi no Cantinho do Abade que conhecemos as características da Carne Cachena (Denominação de Origem Protegida). Estes animais são criados em regime de pastoreio livre pelas diferentes altitudes de montanha. Por conseguinte, é uma raça de pequeno porte mas musculada, já que move-se livremente pelas áreas de Brandas e Inverneiras (outros pontos de interesse a visitar) da serra. No Cantinho do Abade sugere-se a Posta Cachena, na brasa. Sem dúvida um excelente naco de carne tenra e saborosa, com baixa massa gorda. A acompanhar vem o Arroz de Feijão Tarrestre. O “Tarrestre” é um feijão que as populações das Serras da Peneda e Soajo põem a cozer, sem ser previamente demolhado, por ter pele fina. Sem dúvida uma verdadeira iguaria. Para além da posta, pode também provar a “Carne Cachena à 7 Maravilhas”. Sendo este um prato estufado, com algum tempo de confeção, só é servido ao fim de semana.

Enquanto aguarda pelo prato principal, delicie-se com a broa de milho e o presunto caseiro, cortado toscamente.

Se visitar Sistelo no Verão, saiba que pode desfrutar de uma bela refeição num terraço sobre um socalco com vista para a montanha. Sendo este um restaurante familiar será recebido com toda a simpatia que caracteriza estas gentes.

Para ajudar à digestão, sugerimos uma caminhada pelos Passadiços de Sistelo. São 8 Trilhos que percorrem os 32 km da Ecovia do Vez. Destes pode-se destacar o Trilho das Pontes, no qual em 30m percorre 1km para descobrir as pontes medievais. Para os mais resistentes, sugere-se os Trilhos de Montanha, entre os 25 km e os 9km, percorrendo as Brandas e alcançando o Alto Vez.

Caso pretenda descobrir porque Sistelo é conhecido pelo Tibete Português, deverá seguir o Trilho dos Passadiços. Este percurso de dificuldade fácil tem uma pequena rota de 2km por entre carvalhais frondosos e vegetação ribeirinha.

Para descansar, estenda a toalha entre vidoeiros e bétulas e admire a paisagem. Junto ao Rio Vez no fundo do vale, vai sentir-se unido com a natureza. Tudo é limpo, bem cuidado e preservado. Mergulhe nas águas límpidas e desfrute de um recanto de natureza remoto, onde os sons do homem ainda não se sobrepõem aos do ambiente natural.

 

Visite Sistelo, vai descobrir um pequeno tesouro. Mas lembre-se, somos responsáveis por preservá-lo, assim: ÚNICO.

 

RESTAURANTES SUGERIDOS

A carregar…